Atenção aos brinquedos perigosos

Que alguns dos brinquedos que se vendem por aí não estão adaptados às idades a que se destinam, eu já tinha ideia. Agora que 18 dos 40 brinquedos testados pela Deco apresentam riscos graves de segurança?! Isto deixou-me preocupado. Primeiro, porque um dos brinquedos apresentados como perigoso esteve vai-que-não-vai para entrar na lista de uma amiguinha,Continue a ler “Atenção aos brinquedos perigosos”

As crianças absorvem mais radiações dos telemóveis que os adultos. E agora?

Este artigo do  Journal of Microscopy and Ultrastructure deixou-me algo apreensivo. Os autores pertencem ao Environmental Health Trust, uma ONG americana que se dedica a estudar os perigos para a saúde pública do tabaco e, mais recentemente, das radiações dos telemóveis e outros dispositivos móveis. Apesar de poder haver algum viés de avaliação, o artigo cita estudosContinue a ler “As crianças absorvem mais radiações dos telemóveis que os adultos. E agora?”

Preparar a criança (e os pais) para uma cirurgia

A forma como uma criança acorda da anestesia depende muito da forma como adormeceu. Julgo que todos os pais já tiveram a experiência de uma criança que adormece a chorar, aborrecida com alguma coisa ou (mesmo sem ser a chorar) agarrada a um brinquedo. A primeira coisa que essa criança faz quando acorda é perguntarContinue a ler “Preparar a criança (e os pais) para uma cirurgia”

Mais uma ideia salva-vidas (desta vez de uma Mãe)

Lembram-se da Sofia, mãe do Tomás, um menino com autismo? Ela escreveu-me esta mensagem que reproduzo na íntegra: Hoje pensei em colocar ‘cá fora’ um adereço essencial e muito importante em situações de emergência, que criei e que uso.  Todos os dias levo o meu filho à escola de manhã. Vamos os dois sózinhos no carro.Continue a ler “Mais uma ideia salva-vidas (desta vez de uma Mãe)”

6 dicas para iniciar os primeiros passos

Esta semi-ausência deve-se, entre outros, a um pedido duma leitora que me encomendou um texto sobre como ajudar a criança a dar os primeiros passos. Como esse pedido já não era o primeiro dentro do género, achei que deveria escrevê-lo com mais afinco, o que me deu mais trabalho e, consequentemente, me tirou mais tempo.Continue a ler “6 dicas para iniciar os primeiros passos”