A cabeça do rádio sai do sítio

De cada vez que visto as braçadeiras ao JM, ou puxo pelo antebraço para ‘arrancá-lo’ da piscina, lembro-me de uma patologia que era muito frequente na urgência do Hospital de São João. Apesar de não precisar de solução cirúrgica, eram os cirurgiões que diagosticavam e tratavam, uma vez que eram admitidos na sala de traumatologia/pequena cirurgia. Em Portugal, chamamos-lhe pronação dolorosa ou subluxação da cabeça do rádio, mas o termo usado pelos anglosaxónicos é mas fácil de perceber.

[fonte: orthopaedicsurgeon.com.sg]

A literatura inglesa chama a esta subluxação (ou deslocamento) da articulação do cotovelo nursemaid’s elbow, ou seja, o cotovelo das amas. De facto, a subluxação da cabeça do rádio acontece por movimentos de tracção, ou seja, puxar a mão ou o antebraço para a frente ou para cima. Isto acontece quando os pais (ou a ama) tentam ensinar os primeiros passos, levantam a criança do chão, seguram pela mão quando ela tropeça ou se atira para o chão com uma birra. O rádio, que é um dos ossos do antebraço e se liga ao úmero (o osso do braço) na articulação do cotovelo ‘salta do sítio’ e a criança deixa de conseguir mexer o antebraço. De cada vez que o tenta fazer dói-lhe, pelo que deixa pender a mão ‘inanimada’. Isto assusta os pais sobremaneira, porque acham que o seu movimento brusco ‘partiu’ a criança.

A história e o braço ‘ao dependuro’ são tão típicas, que não é preciso sequer um Rx para confirmação. A criança entra e num movimento rápido, qual endireita, o médico reduz a subluxação, isto é, coloca-lhe o rádio no sítio. Como que por milagre, a ‘fractura’ fica curada e a criança volta a mexer o bracinho. Admito que a cara incrédula dos pais era das coisas que mais me divertiam nos primeiros anos da especialidade.

[fonte: academiclifeinem.com]


Algumas crianças terão maior tendência a fazer estes episódios que outras. E, uma vez que fez um, é provável que venha a repetir o episódio. De tantas vezes acontecer, alguns pais aprendem a técnica de redução da subluxação. Ela é simples: 1) segurar o cotovelo com uma mão; 2) com a outra mão fazer o movimento de supinação do antebraço da criança (isto é abertura de livro) e 3) flexão do mesmo (em direcção ao braço).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: