Diversificação alimentar sob a perspectiva de uma pediatra que também é Mãe! (continuação)

Para além do excelente texto que publiquei esta manhã, a Dra FIlipa enviou-me este exxemplo práctico que podemos seguir para a introdução dos diferentes alimentos na dieta dos pequenos. Guardem esta cábula, que é uma preciosidade.

Diversificação alimentar sob a perspectiva de uma pediatra que também é Mãe! (continuação)
Filipa Vasconcelos Espada

(Supondo que vamos iniciar a diversificação alimentar aos 5 meses)

5 meses: 1 sopa de legumes. As restantes refeições de leite materno ou adaptado.

5 meses e 1 semana: 1 sopa de legumes e 1 papa de fruta (maçã ou pêra cozida, ou assada ou ao vapor). As restantes refeições leite materno ou adaptado.

5 meses e 2 semanas: 1 sopa de legumes + papa de fruta (a maçã ou a pêra já podem ser cruas desde que muito maduras). Ir introduzindo novos legumes de 3/3 dias. 1 papa de cereais láctea ou não láctea mas sempre sem glúten. 4 refeições de leite materno ou adaptado.

6 meses:  1 sopa de legumes + papa de fruta; 1 papa de cereais com glúten (introduzir o glúten nesta altura); 4 refeições de leite materno ou adaptado.

6 meses 1 semana: 1 caldo de carne (com frango ou peru) + papa de fruta (ir diversificando, lentamente as frutas); 1 papa de cereais com glúten; 4 refeições de leite materno ou adaptado.

6 meses e 3 semanas: 1 sopa com carne (progressivamente introduzir frango, peru, avestruz, coelho, pato, vaca, de acordo, também, com os hábitos da família); papa de fruta (ir diversificando, lentamente as frutas); 1 papa de cereais com glúten. 4 refeições de leite materno ou adaptado.

7 meses: 2 sopas com carne e legumes (quantidade total diária de carne 25 a 30g apenas numa sopa ou que pode ser dividida pelas duas sopas) + papa de fruta (ir diversificando, lentamente as frutas); 1 papa de cereais com glúten; 3 refeições de leite materno ou adaptado.

7 meses e 2 semanas: 1 sopa de carne e legumes + papa de fruta; 1 farinha de pau ou açorda com carne e legumes; 1 papa de cereais com glúten; 3 refeições de leite materno ou adaptado. Ir progressivamente diversificando os alimentos, introduzindo 1 novo alimento de 3/3 dias, e progressivamente alterar a consistência das papas e sopas para cada vez mais grumoso.

9 meses: 1 sopa de carne ou peixe com legumes; 1 puré de carne ou peixe com legumes e batata ou arroz + papa de fruta; 1 papa de cereais com glúten; 3 refeições de leite materno ou adaptado. Nesta data, a consistência dos alimentos deve evoluir lentamente de grumosa a pequeninos pedaços.

9 meses e 2 semanas: 1 sopa de carne ou peixe com legumes; 1 puré de carne ou peixe com legumes e batata ou arroz + 1 iogurte com ou sem fruta natural adicionada; 1 papa de cereais com glúten; 2 refeições de leite materno ou adaptado. A fruta pode ser fornecida após uma sopa ou em conjunto com o iogurte. A refeição do iogurte pode ser substituída por uma refeição de leite.

10 meses: 1 sopa de carne ou peixe com legumes, podemos introduzir pequenas porções de feijão fradinho, feijão branco ou preto bem demolhado e cozinhado); 1 puré de carne ou peixe com legumes e batata ou arroz + 1 iogurte com fruta natural adicionada; 1 papa de cereais com glúten; 2 refeições de leite materno ou adaptado. Fornecer os alimentos já em pequenos pedaços.

10 meses e 1 semana: 1 sopa de carne ou peixe com legumes, (podemos introduzir pequenas porções de feijão fradinho, ou feijão branco ou preto bem demolhado e cozinhado); 1 puré de carne ou peixe com legumes e batata ou arroz ou uma açorda com ¼ a 1/2 gema de ovo; 1 iogurte com fruta natural adicionada; 1 papa de cereais com glúten; 2 refeições de leite materno ou adaptado. Variar o conteúdo das refeições.

12 meses: 1 sopa de carne ou peixe com legumes (podemos introduzir pequenas porções de feijão fradinho, ou feijão branco ou preto bem demolhado e cozinhado); 1 puré de carne ou peixe com legumes e batata ou arroz ou uma açorda com 1/2 ovo (nesta açorda o ovo substitui a carne ou o peixe); 1 iogurte com fruta natural adicionada; 1 papa de cereais com glúten; 2 refeições de leite materno ou adaptado. Aos 12 meses já podemos fornecer ovo inteiro, devemos variar entre carne, peixe ou ovo.

Nota final: Este é um exemplo de diversificação alimentar, existindo muitos outros. Esta deve ser realizada, sempre, de acordo com as orientações do Pediatra assistente e sempre, adequada a cada lactente e sua família.

Amar é cuidar e cuidar também é alimentar (adequadamente)!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: